sexta-feira, 11 de julho de 2014

sexta-feira, 11 de julho de 2014
cuidado para não fazer parte da minha bagunça, cuidado para não se confundir com as incertezas e fazer parte de mim, por fim, cuidado. entra, mas tenha calma, não fica muito que eu posso precisar de você, e se você desistir? vai ser difícil te achar no meio da bagunça e te jogar no mundo. não troca de lugar essas coisas que depois que você se for eu não vou saber encontrá-las, não faz isso. não canta essa música que eu gosto tanto, não diz essas coisas que vão me encantar, não seja desse jeito tão seu que me faz delirar. não faz isso porque eu posso me apaixonar.
é amarga a realidade. a vida fica mais amarga quando é hora de levantar da cama e encarar a vida que te espera do lado de fora. a solidão que te aconchega fica para trás e você tem que dizer um "oi' mais ou menos para o mundo.

dei bom dia  para a insônia e desde então ela não me deixa, ela se apossou e me deu olheiras de presente para que eu carregasse como uma farda por tê-la conhecido. "pra que dormir se a vida é mais bonita durante a noite? pra que sorrir ou dançar durante o dia se a noite é melhor?" a vida é mais vida quando estamos acordados de madrugada ou a vida é mais triste por conta do silêncio e da escuridão que a madrugada nos mostra? a vida é mais vida quando a gente tá bem. eu despejei rios porque não era mais possível guardá-los dentro de mim, estranho é pensar que você pode ter uma pessoa hoje e já não ter mais amanhã, a tristeza me abraçou e disse que está tudo bem mesmo não estando, ela me disse para confiar nela, confiei. o mundo pode ser feio às vezes e hoje ele é.

me diga sobre os seus silêncios, me diga o que te faz querer gritar, me diga. eu que não aguento mais o peso do mundo quero gritar, mas não tenho voz e por isso me calei, e escolhi que a minha sentença será o silêncio, queria fugir e libertar-me de todas as coisas ruins, mas eles me perseguem e moram dentro de mim. não vendem manuais de como saber lidar e eu me sinto presa nessa imensidão escura que me tomou e eu nem sei como, natural eu não saber levar a vida em frente e fico aqui na esperança de que essa maldição um dia me deixe em paz. 

Sadness is a blessing
Sadness is a pearl
Sadness is my boyfriend
Oh, sadness I'm your girl
disorder © 2014