sábado, 30 de junho de 2012

Goodbye

sábado, 30 de junho de 2012

Nunca pensei que seria tão difícil dizer adeus, dói tanto, mas ele não faz ideia, em cada passo que dou até o indeterminado é uma lágrima que me escapa meu coração de tão acelerado me dói, minha garganta trancada me impossibilitando de dizer algo, sequer um adeus.
Adeus, adeus meu amor, adeus para talvez um dia em futuro mais que distante, minhas mãos trêmulas me impedem de tocar em suas mãos, partirei para a solidão de uma casa em um beco escuro. O máximo que consigo dizer é “até” por ser uma palavra curta e não dar chance para você perceber minha voz, mas dá muito bem para perceber minhas intenções, estou tão desesperada a ponto de sair correndo de volta para o aconchego dos seus braços.
Pergunto-me sem parar: “Que diabos estou fazendo aqui que não estou na sua cama enrolada em seus lençóis brancos? Porque que diabos deixei você escapar por entre meus dedos? Porque não tenho coragem o suficiente de dizer o que eu sinto e voltar para nunca mais partir? Maldição! Por que?”
Tento me controlar, mas é inevitável, as lágrimas escapam sem parar, nem dão chance de enxugalas, não quero parecer fraca diante de ti, não queria fracassar mais uma vez, só por hoje.


sábado, 23 de junho de 2012

Forgiveness

sábado, 23 de junho de 2012
                                    Carta encontrada no criado mudo ao lado da cama 

Fui embora sem pensar duas vezes, me desculpe, preferia deste modo pois não conseguiria pois seus olhos não me deixariam, tive que partir pois aquela trágica discussão de ontem à noite foi o fim para mim, senti em suas palavras que o amor em seu coração já estava no fim, tais palavras  que me machucaram. Achei melhor para nós eu me afastar, talvez nós não sejamos aquele tal casal perfeito que os outros viviam dizendo, era só uma imagem. Decidi ir porque não queria dificultar as coisas, entenda meu amor, a minha partida foi melhor para nós, foi melhor para você. Estou confusa sobre os meus sentimentos, foi tudo tão rápido, mas foi o bastante para eu tomar esta decisão, não foi fácil, admito, mas o que seria de nós se eu permanecesse? O pouco do amor que nos resta poderia virar ódio, e eu não poderia suportar isso, então foi melhor eu me afastar. Há meses estava reparando que as coisas não estavam como antes, nem você e nem eu estávamos como antes, estávamos distantes, éramos completos estranhos, um não fazia mais parte da rotina do outro, foi melhor meu amor, foi melhor. Não conseguiria te encarar, logo não conseguiria lhe dizer o que é necessário então continuaríamos com esta mentira então seríamos um casal infeliz, não quero isso, mas também não quero que você se esqueça de mim, lembra nos primeiros meses de namoro? Lembra-se daqueles seus apelidos que deixavam a sua pequena sem graça?   E as nossas brincadeiras idiotas, tardes que você ficava me irritando só para me ver brava? Então, não se esqueça disso, lhe suplico, não deixe nosso amor no esquecimento. Hoje vou para um lugar distante, um lugar onde consiga superar isso, não queria deixar você sem nenhuma explicação por isso decidi escrever-lhe esta tal carta - aos prantos, admito- mas foi completamente necessário. Espero que fique bem, não se esqueça de arrumar os livros de sua mãe, ela está chegando de viagem. Lembre-se, sempre serei sua pequena. Adeus. 

Marilyn Monroe


Quando chega o momento certo, eu os deixo pensarem o que quiserem. Se eles se importam o suficiente para se incomodar com o que eu faço, então já estou melhor do que eles. Marilyn Monroe

The bad thing is gone



Tempos ruins passaram - até que enfim- já estava farta de sofrer  secretamente, estava virando rotina no fim do dia eu me trancar no  quarto e me afundar em lágrimas, sempre achar que tinha algo de errado comigo ou que eu nunca teria o amor de quem eu amo, mas como tudo tem seu tempo os tempos bons voltaram e espero que não se distanciem novamente, parei de me preocupar com pessoas que não dão à minima se estou bem ou não, sabe uma hora agente cansa, uma hora agente tem cansar. Sabe aquele garota ingenua, bobinha que existia em mim? Morreu. É isso mesmo, ela morreu e já está enterrada à sete palmos para que nunca mais volte, com um tempo o nosso coração fica frio de tanto que sofreu, agente passa a não se importar com coisas que nós nos importávamos antes, todo mundo aprende com suas falhas, afinal elas estão ai para nós aprendermos a sermos fortes, é normal da vida ter seus altos e baixos, mas viver apenas no baixo da vida já é demais, então é melhor superar a dor do que adotá-la, todas as lágrimas que deixamos escapar tiveram um sentido, tudo o que fizemos teve um sentido, nada foi por acaso ou por idiotice, tudo o que passamos em nossas vidas foi um aprendizado para sermos pessoas melhores e não cometermos o mesmo erro novamente, a vida é uma verdadeira escola, amores vem e vão e você deve permanecer forte diante disso, porque o que realmente é verdadeiro permanece e nada é capaz de acabar com isso, não devemos deixar pessoas sem coração nos afligir devemos nos esquivar de quem nos quer mal. Dia melhores chegaram para me alegrar, olhe para o lado está vendo essas pessoas? São elas que se importam contigo e não essas pessoas que te fizeram sofrer tanto até achar que a vida não faz mais sentido, uma pinoia! A vida é bela e está só esperando você para lhe mostrar o que a de bom nela, então acorde e pare de chorar por quem não merece suas lágrimas, abra um sorriso nesse rosto e vá viver porque a vida tá lá fora te esperando!

quinta-feira, 21 de junho de 2012

Caio Fernando Abreu ataca novamente

quinta-feira, 21 de junho de 2012


Ela é uma moça de poses delicadas, sorrisos discretos e olhar misterioso. Ela tem cara de menina mimada, um quê de esquisitice, uma sensibilidade de flor, um jeito encantado de ser, um toque de intuição e um tom de doçura. Ela reflete lilás, um brilho de estrela, uma inquietude, uma solidão de artista e um ar sensato de cientista. Ela é intensa e tem mania de sentir por completo, de amar por completo e de ser por completo. Dentro dela tem um coração bobo, que é sempre capaz de amar e de acreditar outra vez. Ela tem aquele gosto doce de menina romântica e aquele gosto ácido de mulher moderna.

Caio F.

terça-feira, 19 de junho de 2012

The years passed

terça-feira, 19 de junho de 2012


Já se passaram dois anos e eu ainda permaneço neste estado lamentável, sei que já é tempo demais e que há essa hora eu já deveria estar feliz com outro alguém, mas não tem como, porque o que eu sinto é realmente verdadeiro e a falta dele é algo inexplicável e o lugar onde ele está ninguém o tirará, sei que parece idiota uma garota insistindo em algo que já está mais que na cara que não vai dar certo, mas o que eu posso fazer se eu ainda o amo? Agora ele está com um alguém que o faz mais feliz que eu, alguém que ele realmente ama e o que posso fazer se não tentar achar forças para ir em frente, achar outra pessoa que eu sei que nunca vou amar realmente (pelo menos como eu o amo). Sei o que vocês devem estar pensando "ela deve ser uma garotinha que só por conta que um menino não gosta dela, ela fica se lamentando, escrevendo cartas melancólicas, dizendo que sua vida não tem mais sentido, que papo mais clichê!", mas não é isso são dores profundas de mais de um amor com resultados péssimos, talvez eu não tenha sorte nisso, nunca terei. É completamente desanimador esse meu azar com o amor, talvez eu tenha nascido para viver só, sem ter aquela emoção de ter borboletas voando por todo meu estomago, de passar o dia dos namorados junto de quem se ama, talvez tudo isso não seja pra mim e só o que eu sei fazer é lamentar e lamentar da minha fatídica vida, sei que vou ter sempre essa mesma monótona rotina. 

E eu posso me lembrar quando eu a vi pela última vez, nós estávamos por ai nos divertindo mas o banco do drive-in é tão solitário sem você, eu sei que você está em casa, eu estava pensando em você.  Tem algo que eu esqueci de lhe dizer , eu estava chorando sábado à noite. Eu estava indo passear sem você, estavam tocando a nossa canção, chorando sábado à noite. (Misfits - Saturday Night) 

Tentando não desabar


Todos os dias -dês do ocorrido- venho lutando contra tudo, tudo que me lembre você, não é tão fácil quanto parece, as pessoas acham que podem amenizar a minha dor só me dizendo "ah, vai ficar tudo bem! se anime", se fosse tão fácil quanto falar não estaria sofrendo tanto. Queria que uma simples palavra fizesse o meu coração se acalmar mas ele sabe que quem o faz feliz já está distante e que nunca mais irá voltar e isso o deixa angustiado. É incrível o poder que uma pessoa tem sobre o teu coração, incrível a devastação que ele pode fazer com o meu coração, tudo o que ele me fez e faz até  hoje parece até covardia, me diz como alguém é capaz de fazer isso? Como você foi capaz de simplesmente ir embora e deixar sua "amada" aos prantos, como? Minha indignação é visível até para um cego, procuro entender em cada palavra, cada detalhe escondido mas é completamente impossível perceber o porque da sua partida inesperada. Talvez tenha se cansado de mim, do meu amor e foi à busca de outra, um brinquedo novo talvez, outra melhor do que eu, diga-se de passagem, mas ainda tenho minhas dúvidas sobre como é possível alguém ser tão frio a ponto de simplesmente virar as costas para alguém que dizia diariamente amar, não sei, talvez seja algo que eu tenha feito e não percebi mas e agora como saber, pois você se foi sem dar explicações não é mesmo? Ainda não consigo conter essas malditas lágrimas que escapam à todo momento, se eu consigo me recompor é só eu me distrair que lá está você novamente nos meus pensamentos me fazendo ficar cada vez mais fraca, chorando descontrolavelmente sem conseguir ao menos disfarçar na frente dos outros, é tão difícil quando você acha que alguém vai estar com você em todos os momentos mas apenas o que quer é se aproveitar de todo seu amor e ingenuidade. Eu só queria um amor verdadeiro, apenas isso.

terça-feira, 5 de junho de 2012

Suffering and Love

terça-feira, 5 de junho de 2012


Meu coração está aos pedaços desde o dia em que você se foi, mas ele tinha sempre a certeza que um dia te teria novamente em meus braços, hoje tive a certeza que você nunca mais será apenas o meu amor. Mas também percebi que você nunca vai merecer o meu amor.
Pois por você fui capaz de tudo, desafiei os meus limites, só para te ter, fiz o que eu achava que nunca seria capaz de fazer, e porque isso tudo? Sim, foi por você, fiz porque tinha esperanças que um dia poderia te-lo para mim, fiz porque amo e não tenho vergonha disso, mas me sinto uma completa idiota, pois eu insisto em algo impossível que só me faz mal, preferia a sua companhia do que a dos outros mas nunca foi o que você quis, fui um passatempo descartável que você tinha certeza que estaria ao despor a qualquer hora que precisasse, que só bastava dizer que gostava para me ter completamente em seus braços, achava que seria divertido brincar com os meus sentimentos caso não tivesse a garota que você quer, sei, para você eu era apenas uma garotinha fútil, só que agora me afastei de ti, pois não consegui aguentar a sua brincadeira por muito tempo. Você não merece o meu amor, mais eu ainda o amo.




Cartas esquecidas no fundo do armário


Rose Dewitt - 02/11/1997
[…] Você foi embora, minhas pernas ficaram bambas ao te ver sumir no horizonte. Eu não fui atrás de você, nunca pensei que iria longe de mais, mas foi, não te alcanço. Caminhei de volta ao bar, voltei a nostalgia do som alto. Fugia das suas memorias, me debatia em frente ao teu olhar. O dono do sorriso mais lindo foi embora e não vai mais voltar. A sua princesa, sua boneca de porcelana agora esta jogada no chão, em pedaços. Colecionadora de magoas, com o hobbie de sofrer. Cansada de tudo ou de simplismente sobreviver, essa é a ultima carta que escrevo, que entra para a lista das que nunca te entreguei. Talvez alguém te substitua, o que eu espero ansiosamente, afinal tentei de todas as maneiras e ninguém nunca deu conta do serviço. Vamos encarar, você nunca mudou e a errada da historia foi eu, dever tudo em você menos o que você realmente era. Adeus Jack, estou definitivamente desistindo de você, e consequentemente de mim.
Jack Dawson - 02/11/1997 
Caminhei sem saber aonde iria, você não veio atrás de mim, não se importou com a minha saida, então não voltei. Agora estou jogado no sofá, assistindo teu filme preferido, só quando você foi embora, percebi o valor da sua chegada, eu preciso de você agora. Meu mundo esta escuro, sem sorriso para me iluminar me perdi no caminho. Tua voz doce, era musica aos meus ouvidos. Sinto falta de chegar em casa, cansado e ver você preparando meu prato preferido, você sempre errava, com o rosto e a cozinha todos sujos, ao invez de chorar, você sorria, essa era a melhor parte. Agora esta no bar, pensa que não sei? Com teus olhos azuis profundos encharcados de lagrimas, levanta a cabeça princesa, senão a cora cai. Pensa que te esqueci? Quem dera.. todos os dias imploro aos ceus você de novo, me perdoe por não ser forte o bastante para voltar atrás. Mas se cuide, enquanto não posso cuidar, e se acalme, logo conhecera outro rapaz melhor que eu, que seja tudo o que você sempre quis, e ai com sorte lembrara meu nome. Mas me espere pequena, ainda te encontrarei nas estrelas, combinando com o brilho do teu olhar. Sinto sua falta Rose, se você pular eu pulo se lembra? Não importa aonde quer que formos chegar.Sofia Soares (aquelagarotailudida)

Your love is gone



Preciso muito de você aqui, junto a mim, sinto sua falta, é horrível.
Não sei mais o que faço para você voltar, sou capaz de fazer de tudo pra te ter aqui me amando. Mas ele não  me quer. Choro lágrimas de sangue, pois sua ausência me faz perder o rumo, preciso ter o seu amor aqui. Ainda lembro-me de você me falando que me amava. E agora todo o seu amor se acabou pelas consequências, pelas minhas consequências, sei que não fui o bastante,  nunca serei, queria ser o bastante mas nunca consegui, nem conseguiria porque não sou o que você quer, mas isso me dói, me dói tanto que por estantes queria sumir desse mundo injusto, por estantes queria não ter um coração, talvez pararia de sofrer tanto como sofro agora. Sumir seria o remédio se ao menos eu conseguisse, se ao mesmo tempo que quero sumir não consigo me distanciar de ti, não me imagina sem te olhar, mas preciso acabar com a minha dose diária de você. 

Serei capaz de te esquecer


Lá fora a chuva cai eu estou pensando em você, relembro como era bom te ter.
E agora apenas o que tenho são lembranças. Até ontem eu estava lembrando de seus abraços e daquelas aquelas tardes, apenas eu e você.
Seus beijos e seus olhares cheios de paixão não saíram da minha memória. Não consigo aceitar que você não esta mais junto á mim. 
Mas estarei sempre a busca do meu verdadeiro amor e com ele sei que também mora a minha felicidade, e sim, vou me recuperar, vou aprender a não mais te amar.






Onde está você?



Você invadiu o meu mundo e agora ele está fixado em você, você roubou a chave do meu mundo e entrou pela porta da frente agora não posso mais ficar sem você.
Encontro-te em cidades, te vejo vagando livremente.

Vou ao teu encontro o quanto mais me aproximo de você mais longe está.  O quanto mais te chama mais você está longe.
O quanto mais te toco você desaparece, se te beijo você não está mais lá.
Você ainda está no meu mundo só que não sei em que lugar...



Queria estar ao teu lado agora, pensar que nunca mais vou te perder que você não sairá dos  braços 
meusQuero vestir a tua camisa, beijar a tua testa, ficar abraçada com você o resto do dia. Queria que o motivo do meu sorriso ainda estivesse do meu lado.
Quero dormir com você, dançar contigo e pensar que nesse lugar existe apenas nós dois.
Me falta um pedaço, me falta uma esperança. 
Me falta você.

segunda-feira, 4 de junho de 2012

segunda-feira, 4 de junho de 2012


- Eu já amei
- Já amou?
- Tá, ainda amo.
- Ainda ama?
- Tá, eu sempre vou amar.
- Sempre?
- Com todas as minhas fraquezas.
 - E suas forças?
- O amor levou de mim. 

sábado, 2 de junho de 2012

sábado, 2 de junho de 2012

Sei muito bem como é deixar para chorar durante á noite quando todos estão dormindo para ninguém ouvir o seu choro.

Toda a esperança que me restava sobre o amor virou cinza.

sexta-feira, 1 de junho de 2012

The saddest day of my life

sexta-feira, 1 de junho de 2012


Ele disse adeus e me deixou sozinha em um mundo sem vida. Sempre me recordarei do dia em que te conheci e que a partir daquele momento não pensei em outra coisa a não ser o teu sorriso o mais encantador que vi na minha vida. E nunca me esquecerei dessas lágrimas que caem sob a cama desarrumada, esse foi um dos mais tristes da minha vida. Existem dores e dores, e hoje tive o desprezar de conhecer a dor de um coração destroçado, estou a ponto de enlouquecer pois sua presença é a única que me causa alegria, trancada em casa sem coragem de encarar o mundo lá fora sem você. Nunca pensei o quão doloroso é assistir a partida de toda felicidade, nunca pensei que você se despedisse de mim para todo o sempre, e o que adiantaria me lamentar se nada disso tivesse o poder de trazê-lo de volta para que nunca mais se vá, para que nunca mais parta o meu coração.
Sou tão ingênua, como não percebi a sua partida antes, é tão torturador não ser boa o bastante para você, é tão doloroso saber que jamais voltará você me deixou sozinha no escuro sem pensar se a lua iria aparecer.
disorder © 2014