terça-feira, 19 de junho de 2012

Tentando não desabar

terça-feira, 19 de junho de 2012

Todos os dias -dês do ocorrido- venho lutando contra tudo, tudo que me lembre você, não é tão fácil quanto parece, as pessoas acham que podem amenizar a minha dor só me dizendo "ah, vai ficar tudo bem! se anime", se fosse tão fácil quanto falar não estaria sofrendo tanto. Queria que uma simples palavra fizesse o meu coração se acalmar mas ele sabe que quem o faz feliz já está distante e que nunca mais irá voltar e isso o deixa angustiado. É incrível o poder que uma pessoa tem sobre o teu coração, incrível a devastação que ele pode fazer com o meu coração, tudo o que ele me fez e faz até  hoje parece até covardia, me diz como alguém é capaz de fazer isso? Como você foi capaz de simplesmente ir embora e deixar sua "amada" aos prantos, como? Minha indignação é visível até para um cego, procuro entender em cada palavra, cada detalhe escondido mas é completamente impossível perceber o porque da sua partida inesperada. Talvez tenha se cansado de mim, do meu amor e foi à busca de outra, um brinquedo novo talvez, outra melhor do que eu, diga-se de passagem, mas ainda tenho minhas dúvidas sobre como é possível alguém ser tão frio a ponto de simplesmente virar as costas para alguém que dizia diariamente amar, não sei, talvez seja algo que eu tenha feito e não percebi mas e agora como saber, pois você se foi sem dar explicações não é mesmo? Ainda não consigo conter essas malditas lágrimas que escapam à todo momento, se eu consigo me recompor é só eu me distrair que lá está você novamente nos meus pensamentos me fazendo ficar cada vez mais fraca, chorando descontrolavelmente sem conseguir ao menos disfarçar na frente dos outros, é tão difícil quando você acha que alguém vai estar com você em todos os momentos mas apenas o que quer é se aproveitar de todo seu amor e ingenuidade. Eu só queria um amor verdadeiro, apenas isso.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

disorder © 2014