terça-feira, 11 de novembro de 2014

anomalia

terça-feira, 11 de novembro de 2014
o amor é uma anomalia formada de outra anomalia.
será que é algo que, de uma anomalia tornou-se algo bonito, ou não passa de uma coisa que não deveria existir? será que a parte "bonita" do amor não passa de uma alucinação geral?
esse amor estampado em livros e filmes pode ser somente uma idealização de alguém que muitos acreditaram ser a real definição. amor é a idealização, amor é troca de favores, amor é proteção.
não é necessariamente um sentimento forte e bonito, talvez o amor não exista.
assim como duvidam da existência de deus eu duvido da existência do amor e parto do princípio que ele seja só uma idealização, ou seja, você ama o que inventa sobre o outro.
o amor não machuca, o amor não dói, o que dói é a decepção, é ver que aquilo que você acreditava ser não era.
talvez o amor não seja nada daquilo que eu disse, talvez ele exista, quem garante? mas o amor ainda é uma anomalia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

disorder © 2014