segunda-feira, 3 de setembro de 2012

Don't miss behind back.

segunda-feira, 3 de setembro de 2012

É tão difícil pensar que a partir de hoje será diferente, não sei se serei capaz de aquentar mais essa. Lembranças do que um dia foi bom me arrancam lágrimas de dor, se a saudade fosse capaz de trazer de volta, Qual é a definição da felicidade? Eu já não sei mais. Tudo ao meu redor está tão monótono, tudo aos meus olhos parece ser superficial agora, vidas perdidas em rotinas inúteis, é desta forma que tudo parece, é desta forma que realmente é, me afogo em álcool na esperança de afogar minhas dores, ultimamente nada faz mais sentido, a felicidade arrumou as malas e se foi, lágrimas são tão inúteis agora, meus gritos de desespero são abafados pela distância. Nem o sono mais profundo amenizará a dor do amor sem volta, tudo tão clichê e entediante, agora sou apenas eu e a minha velha máquina de escrever, minha xícara com chá quente e minhas feridas, somente a luz da lua ilumina o meu quarto escuro e as velhas músicas do Radiohead, tais que me lembram você, é o que somente permito que presencie minha dor, hora ou outra acendo um cigarro do teu maço, o que você esqueceu de levar. Mas, o meu coração ainda continua em suas mãos sendo torturado sem piedade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

disorder © 2014